“Não tenha medo, Maria; você foi agraciada por Deus! Você ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, e ele reinará para sempre sobre o povo de Jacó; seu Reino jamais terá fim”.
Lucas 1:30-33
Story of Mary, the Guardian
OCUPAÇÃO
MÃE, SERVA DE DEUS
Story of Mary, the Guardian
Era
ATOS DOS APÓSTOLOS
Story of Mary, the Guardian
NÍVEL
NÍVEL 60
ESTRATÉGIA
Leia os quatro evangelhos e o primeiro capítulo de Atos.
Story of Mary, the Guardian
OCUPAÇÃO
MÃE, SERVA DE DEUS
Story of Mary, the Guardian
Era
ATOS DOS APÓSTOLOS
Story of Mary, the Guardian
NÍVEL
NÍVEL 60
ESTRATÉGIA
Leia os quatro evangelhos e o primeiro capítulo de Atos.
HISTÓRIA
PARTE 1 DE 4

Missão Especial

Como uma jovem virgem que nunca havia se casado, Maria vivia em uma cidade chamada Nazaré. Este, definitivamente, não era um endereço de prestígio. Na verdade, havia um ditado na época que resumia o sentimento popular em relação à cidade: "Pode vir alguma coisa boa de Nazaré?"

Maria foi abordada pelo anjo Gabriel que lhe disse que ela seria a mãe do Messias prometido. Ela receberia o privilégio almejado por toda mulher judia por gerações. Mas havia um problema: ela não conceberia da maneira normal. O que o anjo Gabriel estava descrevendo parecia impossível. Não apenas isso, parecia escandaloso. Ela iria engravidar sem estar casada. Ela conceberia por meio do Espírito Santo.

Embora Maria e seu noivo, José, fossem obedientes a Deus e seguissem Sua vontade, não deve ter sido fácil. Eles tiveram que conviver com o fato de que as pessoas ao seu redor, provavelmente, nunca acreditariam em suas histórias sobre o por que de Maria ter engravidado antes do casamento.

PARTE 2 DE 4

Na estrada

Maria e José se casaram e tiveram que viajar para a cidade natal de José, Belém, para serem registrados no censo romano. Quando chegaram, a cidade estava cheia de visitantes e não havia acomodação disponível. Maria estava grávida e não havia nem mesmo um quarto confortável para o parto. Ela teve que dar à luz em um estábulo fedorento, destinado a animais.

Por ser uma mulher judia galileia do primeiro século, que não teve privilégio algum, Maria não viveu uma vida de luxo. Mas dar à luz nessas condições deve ter sido algo extremo. Deve ter testado a fé dessa jovem incrivelmente fiel, podendo ser considerada uma heroína da Bíblia.

Sabemos pela Bíblia que os pastores visitaram Maria, José e o Menino Jesus. Mais tarde, eles foram visitados por sábios, também conhecidos como magos, que vieram do Oriente trazendo presentes. Embora isso tenha deixado Maria feliz, a próxima reviravolta na vida de sua família foi totalmente cinematográfica.

O rei Herodes foi alertado sobre o nascimento de Jesus pelos magos que o visitaram, perguntando sobre o paradeiro do bebê. “Vá e procure cuidadosamente pela criança. Assim que o encontrarem, avisem-me, para que eu também vá adorá-lo”, disse o governante aos sábios.

É claro que Herodes não tinha absolutamente nenhuma intenção de adorar aquele bebê, pois o via como um rival de seu trono. Um anjo avisou aos magos para voltarem por outro caminho, para não terem que ir até Herodes novamente. Percebendo que havia sido enganado, ordenou a morte de todos os meninos da região que tivessem até dois anos. Maria e José tiveram que fugir com Jesus para o Egito até que Herodes morresse.

PARTE 3 DE 4

Mãe Preocupada

Maria criou bem Jesus. Depois de deixar o Egito, a família se estabeleceu em Nazaré.

A Bíblia nos conta que Jesus “crescia em sabedoria e graça” diante de Deus e da humanidade. Maria fez sua parte ao criar Jesus para ser um jovem apreciado e respeitável, enquanto Ele se preparava para Seu ministério público.

Maria nem sempre entendeu qual era o chamado que seu Filho havia recebido. Ficou chateada com Jesus quando ela e José o perderam de vista no retorno de uma viagem de Páscoa a Jerusalém quando ele tinha 12 anos.

Depois de procurar por todos os lugares, ela e José o encontraram em Jerusalém com os mestres da lei no templo. Tomada de emoção, Maria questionou o filho, perguntando por que ele havia se separado dela e de José. Maria perguntou a Jesus: “Filho, por que você nos tratou assim? Seu pai e eu estávamos procurando desesperadamente por você”.

Mesmo em tenra idade, temos um vislumbre do senso de missão de Jesus em sua resposta a Maria: "Por que você estava procurando por mim?" perguntou Jesus. “Você não sabia que Eu tinha que estar na casa do Meu Pai?”

A Bíblia diz que Maria e José "não entendiam o que Ele lhes dizia".

PARTE 4 DE 4

APOIANDO JESUS EM TODO O CAMINHO

Apesar de nem sempre entender o que seu Filho fazia, não havia dúvidas do amor que Maria tinha por Jesus. E o amor que Jesus tinha por Sua mãe era claro como cristal.

O primeiro milagre que Jesus realizou foi transformar água em suco de uva em uma festa de casamento. Ele fez isso porque sua mãe lhe pediu que ajudasse a evitar um desastre, pois o vinho do casamento havia acabado.

No final de seu ministério, Maria experimentou uma tristeza esmagadora quando seu Filho mudou o mundo, mas foi crucificado. Mesmo assim, Jesus se lembrou de sua mãe. Da cruz ele sentiu a dor de Maria e voltou-se para seu discípulo João.

“Mulher, aqui está o teu filho”, disse Jesus a Maria.

“Aqui está a tua mãe”, disse então Jesus a João, confiando os cuidados dela ao discípulo a quem amava.

A ressurreição de seu Filho deu a Maria e aos outros seguidores de Jesus esperança e força para compartilhar o Evangelho.

Agora que você conhece a história de Mary, teste seus conhecimentos sobre ela jogando Heroes. E aprenda mais lendo Mateus 1 e 2, Lucas 1 e 2 e João 2 e 19.

Clique aqui para baixar o jogo.