"Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: eu vi o Senhor."
João 20:18
Ocupação
Seguidora de Jesus
Era
O Desejado de Todas as Nações
NÍVEL
NÍVEL 70
ESTRATÉGIA
Leia Mateus 27:56, 61; 28: 1; Marcos 15:40, 47; 16: 1-19; Lucas 8: 2; 24:10; João 19:25; 20: 1-18.
Ocupação
Seguidora de Jesus
Era
O Desejado de Todas as Nações
NÍVEL
NÍVEL 70
ESTRATÉGIA
Leia Mateus 27:56, 61; 28: 1; Marcos 15:40, 47; 16: 1-19; Lucas 8: 2; 24:10; João 19:25; 20: 1-18.
HISTÓRIA
PARTE 1 DE 8

AMIGO LEAL

Quando Maria Madalena conheceu Jesus pela primeira vez, ela estava uma confusão total. Ela estava possuída por demônios e assombrada por um passado horrível. As pessoas a desprezavam. Mas nada disso impediu Jesus de mostrar o Seu amor por ela. Jesus expulsou sete demônios dela. Maria amava Jesus pela esperança que ele lhe deu.

Seu apoio foi vital para o ministério de Jesus. Maria provou sua devoção a Jesus em vida, bem como na morte, muitas vezes. Ela fazia parte de um grupo de mulheres que viajava com Jesus, cuidando de Suas necessidades.

Enquanto muitos dos outros discípulos fugiram e abandonaram Jesus durante Sua prisão e crucificação, Maria Madalena permaneceu uma verdadeira amiga o tempo todo. Ela esteve bravamente presente durante Sua morte e sepultamento. Ela era uma verdadeira heroína Bíblica.

PARTE 2 DE 8

O DRAMA DA PREPARAÇÃO PARA OS CONVIDADOS

Maria era irmã de Marta e Lázaro. Eles moravam em Betânia. Jesus e Seus discípulos muitas vezes descansavam em sua casa e Maria e Marta cuidavam deles. Os irmãos eram grandes apoiadores e amigos de Jesus.

Durante a primeira visita de Jesus à casa deles, Marta reclamou com Jesus sobre Maria não a ajudar no preparo da refeição. Maria estava sentada aos pés de Jesus, ouvindo com grande interesse tudo o que Ele tinha a dizer. Marta ansiava por proporcionar conforto aos convidados e, na sua ansiedade, esqueceu-se da cortesia devida a este convidado especial.

Jesus respondeu-lhe com palavras suaves e pacientes: "Marta, Marta, tu tens muito cuidado e te preocupas; mas uma coisa é necessária: e Maria escolheu a boa parte, que não lhe será tirada."

Maria aprendeu a buscar o que é mais importante: o relacionamento com Jesus.

PARTE 3 DE 8

AMOR MAIS FORTE DO QUE A MORTE

Em outra ocasião, Lázaro adoeceu e morreu. Jesus resistiu a ir a Betânia até Lázaro estar morto e enterrado por quatro dias. Jesus esperou quatro dias por causa de uma superstição judaica: acreditava-se que a alma dos mortos permanecia perto da sepultura por três dias, na esperança de retornar ao corpo. Depois de quatro dias, definitivamente não havia esperança de um renascimento do corpo.

Em primeiro lugar, Marta, e depois Maria, se aproximaram de Jesus em lágrimas, repreendendo-O por não ter vindo antes. Eles acreditavam que se Jesus tivesse estado lá antes, Lázaro não teria morrido. Jesus chorou. Ele foi ao túmulo de Lázaro e pediu que a pedra fosse removida. A pedra foi retirada. Jesus então chamou Lázaro para sair e você não imagina! Lázaro emergiu, vivo e ainda com as suas roupas de Túmulo!

PARTE 4 DE 8

UM CORAÇÃO GRATO

Durante a última visita de Jesus a Betânia, Simão, o leproso, tio de Maria, que era fariseu, fez uma grande festa para Jesus, que o havia curado da lepra. Ele estava ansioso para mostrar a Jesus como ele estava grato.

Durante a festa, Jesus sentou-se com Simão de um lado e Lázaro, que havia ressuscitado dos mortos, do outro. Enquanto Marta servia à mesa, Maria escutava fervorosamente cada palavra de Jesus. Em sua misericórdia, Jesus havia trazido seu irmão de volta dos mortos e o coração de Maria estava cheio de gratidão. Ela também se sentiu convencida a se afastar dos pecados de seu passado e viver uma vida que estava em harmonia com os ensinamentos de Jesus. Ela ansiava por um novo começo.

PARTE 5 DE 8

O CHEIRO DO AMOR

Maria tinha ouvido Jesus falar de sua morte iminente. Isso a machucou e ela queria mostrar a Jesus o quanto ela o amava e o respeitava de uma forma especial. Usando uma grande soma de seu dinheiro, Maria comprou uma caixa de alabastro com "ungüento de nardo, muito caro", para ungir Jesus.

Maria ficou emocionada ao verter aquele perfume caríssimo na cabeça e nos pés de Jesus, o tempo todo ajoelhada e chorando. Ela então enxugou Seus pés com seu cabelo. Maria testemunhou em primeira mão a natureza pura e justa de Jesus, e esta foi sua maneira de mostrar o quanto ela O amava e respeitava.

Maria tentou ser discreta, não querendo ser notada por ninguém, mas o cheiro do perfume encheu a sala e logo todos perceberam o que ela havia feito.

PARTE 6 DE 8

MOMENTO ARRUINADO

O discípulo Judas ficou irritado, dizendo que o dinheiro gasto em tal perfume caro poderia ter sido colocado para melhor uso para os pobres. O que ele provavelmente quis dizer foi que podia ter usado melhor o dinheiro. Judas era tesoureiro dos discípulos e desviou o seu dinheiro.

Jesus viu o embaraço e a angústia de Maria e disse aos convidados para deixá-la em paz. Ele sabia que ela estava apenas expressando seu amor por Ele e desejo de viver uma vida melhor. Jesus perdoou os pecados de Maria e aceitou sua demonstração de devoção.

Jesus também abençoou e dignificou seu ato de amor ao proclamar que “onde quer que este evangelho seja pregado em todo o mundo, o que ela fez também será contado em memória dela” (Mateus 26:13).

Não foi coincidência que Maria Madalena estivesse entre o primeiro grupo de pessoas a encontrar o túmulo vazio de Jesus após a sua morte e ressurreição. No início da manhã de domingo, Maria, juntamente com algumas outras mulheres, correu para o túmulo de Jesus. Levaram especiarias e ervas para preparar o corpo para o enterro.

PARTE 7 DE 8

NÃO MAIS TRISTEZA NO TÚMULO

As mulheres que foram ao túmulo de Jesus naquele domingo de manhã tinham vindo de diferentes direções. Maria Madalena foi a primeira a chegar ao local; ela viu que a pedra tinha sido rolada e deixada para encontrar os discípulos de Jesus.

Entretanto, as outras mulheres chegaram. Viram um anjo que parecia um relâmpago e cujas roupas eram brancas como a neve. O anjo lhes disse para não terem medo e que Jesus havia ressuscitado e já não estava no túmulo. O anjo os convidou a olhar dentro do túmulo e ver por si mesmos. Então ele lhes disse para ir e dizer aos outros discípulos que Jesus estava vivo e iria encontrá-los na Galileia. Embora ainda com medo, eles estavam cheios de alegria e correram para contar aos outros.

PARTE 8 DE 8

PRIMEIRA VISTA

Maria não tinha ouvido a boa nova, mas voltou para o túmulo ainda chorando porque ela não sabia onde o corpo de Jesus estava. Ela então viu os dois anjos, mas estava tão perturbada e cheia de lágrimas que não os reconheceu pelo que eram. Então Jesus aproximou-se dela, mas ela pensou que o homem era apenas o jardineiro.

Maria pediu-lhe para lhe dizer onde estava o corpo de Jesus, dizendo que se ele o tivesse posto noutro lugar, ela o levaria. Jesus havia sido enterrado no túmulo emprestado de José de Arimateia.

Tudo o que Jesus tinha de fazer era dizer o nome dela. Mesmo que seus olhos não conseguissem vê-lo através de suas lágrimas, seus ouvidos reconheceram sua voz. Ele disse-lhe para ir contar aos outros o que tinha acontecido. Através desta experiência, Maria teve a distinção de ser a primeira pessoa a ver Jesus ressuscitado. Só isso a qualifica como uma verdadeira heroína Bíblica.

Saiba mais sobre o herói Maria Madalena, lendo as seguintes passagens: Mateus 27:56, 61; 28:1; Marca 15:40, 47; 16:1-19; Lucas 8:2; 24:10; João 19:25; 20:1-18